Primeira Página
 COIMBRA E CENTRO DE PORTUGAL

Oh Coimbra do Mondego / e dos amores que eu lá tive / quem te não viu anda cego / quem te não ama não vive / quem te não viu anda cego / quem te não ama não vive /

Do Choupal até à Lapa
foi Coimbra meus amores,
e sombra da minha capa
deu no chão abriu em flores.

José Afonso

CATEGORIA

LISBOA CULTURA

VER PROGRAMA

LISBOA CULTURA

VER PROGRAMA

LISBOA CULTURA

VER PROGRAMA

LISBOA CULTURA

VER PROGRAMA

LISBOA CULTURA

VER PROGRAMA

A CARREGAR DESTAQUES...